Alimentos que combatem a prisão de ventre

A prisão de ventre é um desconforto que pode ser causado por diversos fatores. Um exemplo é a má alimentação e a digestão lenta, que acarretam na dificuldade em evacuar ou provocam a evacuação incompleta, além das fezes endurecidas e problemas mais graves como sangue nas fezes.

Tudo o que o corpo não precisa absorver se transforma em bolo fecal, que é empurrado para fora do organismo por meio de contrações musculares da parede intestinal. Quando essas contrações são pausadas ou não estimuladas como, por exemplo, tentar defecar todos os dias no mesmo horário, pode ocorrer o acúmulo de alimentos não digeridos no intestino e, consequentemente, o endurecimento das fezes.

Como evitar a prisão de ventre

A melhor dica para evitar a prisão de ventre continua sendo beber bastante água. 80% das fezes são compostas por ela, logo, quanto menos água você beber, mais endurecidas serão. O excesso de bebidas com cafeína e alcoólicas causam a desidratação, portanto, se você tem histórico de prisão de ventre, seja cauteloso(a) com elas.

Já falamos aqui no blog sobre a importância das fibras para o funcionamento do intestino, e a ingestão de alimentos com esse tipo de componente é uma outra alternativa para evitar a prisão de ventre. Você pode optar por vegetais e legumes crus, frutas (de preferência com casca), cereais integrais como a aveia, sementes como linhaça e chia e também iogurtes.

A sua alimentação pode ser uma ótima aliada para evitar problemas digestivos. Mamão (leia sobre os benefícios do mamão para a saúde), laranja, ameixa e abacate, por exemplo, funcionam como laxantes e ajudam até a emagrecer. Essas frutas apresentam uma grande quantidade de fibras, que aceleram o trânsito intestinal e favorecem a formação das fezes.

Alimentos que causam a prisão de ventre

Assim como existem alimentos que evitam a prisão de ventre, existem aqueles que causam ela. Não é nenhuma novidade que alimentos ricos em açúcares, como refrigerantes, bolos, doces e biscoitos recheados são prejudiciais à saúde se consumidos em excesso, não é mesmo?

Comidas congeladas, fast-foods, carnes processadas, como a linguiça, e frituras em geral também geram má digestão. Não é que seja proibido comê-los, mas nada em excesso faz bem! Reduza esse consumo, ok?

Caso o seu problema com prisão de ventre continue após nossas dicas, procure seu gastroenterologista no Rio de Janeiro para realizar exames ou recomendações médicas detalhadas. A equipe do Instituto Digestivo agradece a sua preferência!

Período de férias: hora do check-up gastrointestinal

A rotina turbulenta e cheia de atividades acaba sendo um grande obstáculo para que as pessoas cuidem da saúde como deveriam fazer, impedindo que elas passem em consulta com médicos especialistas regularmente ao longo do ano.

Contudo, para evitar problemas e para contornar a falta de tempo, é primordial realizar o check-up de férias, época mais tranquila para fazer os agendamentos de exames e consultas.

Qual é o check-up mais importante?

Para garantir que a saúde do paciente fique em ordem e impedir que ele sofra qualquer problema que possa ser evitado, é importante consultar-se com as mais diferentes especialidades médicas, como cardiologia, dermatologia, neurologia e muito mais. Entre todas as avaliações fundamentais para o paciente, está o check-up gastrointestinal, um procedimento muito importante e benéfico. Saiba mais!

Como é feito o check-up gastrointestinal?

Para que o check-up seja feito de forma completa, é importante que o médico especializado peça uma série de exames para os pacientes. Entre os exames que costumam ser pedidos estão: a ultrassonografia, a endoscopia digestiva, a manometria esofágica, a retossigmoidoscopia e outras verificações laboratoriais.

Para os mais idosos, os especialistas ainda podem solicitar a colonoscopia. Tudo depende da análise do médico durante a consulta preliminar. É nesse primeiro atendimento que o paciente é avaliado e seu quadro inicial é verificado.

É muito importante sempre ressaltar que esse check-up deve ser feito exclusivamente por especialistas devidamente habilitados para os procedimentos diagnósticos.

Quais são os benefícios de fazer o check-up gastrointestinal?

O exame gastrointestinal, também chamado pelos pacientes e médicos de check-up, é extremamente importante por diferentes motivos. Confira as principais vantagens.

Diagnóstico precoce de doenças: através desse exame, é possível diagnosticar se o paciente está sofrendo e sendo afetado por alguma doença. É importante ressaltar que algumas enfermidades gastrointestinais não apresentam sintomas, o que torna esse check-up ainda mais essencial para um reconhecimento precoce de alguma patologia.

Tratamento imediato: outro benefício é, sem dúvidas, já poder iniciar o tratamento, caso o paciente seja diagnosticado com alguma doença. Depois de passar pelo exame e o médico reconhecer o que afeta o paciente, ele já pode começar os procedimentos para cessar o progresso da enfermidade.

Prevenção de problemas: além de todas essas vantagens, o check-up gastrointestinal também pode ser determinante para a prevenção de uma série de problemas que afetam os pacientes.

Como encontrar profissionais que fazem esse check-up?

Uma das clínicas que conta com uma equipe experiente e especializada nesse tipo de check-up é o Instituto Digestivo, clínica de gastroenterologia no Rio de Janeiro. Já são anos atendendo os pacientes com qualidade e de forma eficiente.

Vale ressaltar que o principal objetivo da clínica é devolver a saúde a todos os pacientes atendidos e trazer mais qualidade de vida àqueles que sofrem com alguma enfermidade.

Quanto ao agendamento de consultas, é possível contatar a equipe do Instituto Digestivo através de diferentes canais de atendimento, como site, WhatsApp, e-mail e telefone.

Outros procedimentos realizados na clínica

Por último, é necessário destacar que, além do check-up gastrointestinal, o ID ainda oferta outros exames e procedimentos, como, por exemplo:

Cirurgia do Aparelho Digestivo: essa intervenção é recomendada para os pacientes que sofrem com pedras na vesícula ou que tenham hérnia.

Videolaparoscopia: outro procedimento feito na clínica é a videolaparoscopia, que nada mais é do que uma intervenção cirúrgica feita com o auxílio do vídeo, sem a necessidade de procedimentos invasivos.

Proctologia: também está à disposição dos clientes o atendimento em proctologia, área que busca diagnosticar doenças do aparelho digestivo, como ânus, reto ou cólon.

Aproveite para agendar uma consulta, tenha mais saúde e seja atendido por especialistas experientes e muito renomados em sua área de atuação. Entre em contato com o ID agora mesmo!

Exames de proctologia: prevenção além do Novembro Azul

A campanha de conscientização que batizou o mês de novembro com a cor azul surgiu em 2003, na Austrália. Devido ao Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata, celebrado no dia 17 do mesmo mês, todo o período é dedicado à conscientização sobre as doenças masculinas. Entre as principais patologias, o grande foco do Novembro Azul é a prevenção ao câncer de próstata.

A próstata é uma glândula localizada na parte baixa do abdômen. Possui um formato similar ao de uma maçã, situada logo abaixo da bexiga, próxima ao reto. É um órgão exclusivamente masculino e, entre as suas funções, a próstata é a responsável por produzir o sêmen, que é liberado durante o ato sexual.

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva, o INCA, o câncer de próstata perde apenas para o câncer de pele não-melanoma em número de casos no Brasil. Somando os tipos de câncer em ambos os sexos, o de próstata é o quarto mais comum. Comparando os dados registrados no Brasil, a quantidade de casos desse tipo de câncer é considerada alta em relação a países em desenvolvimento.

O câncer de próstata é considerado um carcinoma da terceira idade. Cerca de três quartos dos casos registrados no mundo atingem homens com mais de 65 anos. Segundo projeções do INCA para 2018, são estimados 68.220 novos casos da doença no Brasil, o que coloca a patologia como a segunda mais comum entre o sexo masculino. Uma das explicações para o aumento no número de casos é a evolução dos métodos de diagnósticos.

Apesar da campanha sazonal criada para chamar a atenção do público masculino para a doença, é recomendável que o homem faça exames periodicamente também em outras épocas do ano. Por medo e até mesmo por preconceito, muitos deixam de procurar um médico ao observar dores na região íntima. Para ter uma vida saudável, o exame de proctologia também deve fazer parte da rotina de saúde do homem moderno.

A importância dos exames de proctologia

Exames de proctologia ajudam a descobrir outras doenças relacionadas à parte do aparelho digestivo. Uma das modalidades de exame de proctologia é o abdominal. Indicado para pacientes que reclamam de dor ou desconforto, o exame consiste na palpação desta parte do corpo, a fim de localizar a origem da dor. Para visualizar alterações na região anal, como fissuras, verrugas, alterações dermatológicas e até tumores, é indicada uma inspeção completa e especializada, além da realização de exames específicos.

O toque retal é feito com o objetivo de verificar a força da musculatura anal. Além disso, pode auxiliar o médico a diagnosticar possíveis tumores na região do reto inferior e checar se há alteração na próstata. Se mesmo após todos os exames de proctologia o paciente ainda se queixar de dores, o médico pode indicar a retossigmoidoscopia. É um tipo de exame mais profundo, que auxiliará na análise detalhada da região do reto.

Assim como em todos os tipos de câncer, o diagnóstico precoce é fundamental para a cura. Quanto antes a doença for descoberta, melhor será. O câncer é um tipo de doença que sofre metástase, ou seja, pode contaminar outras partes do corpo. Para evitar que isso aconteça, é importante que o homem faça acompanhamentos periódicos e que, ao detectar qualquer anomalia ou dor, procure imediatamente a ajuda de um profissional.

É normal que a suspeita de estar com câncer provoque medo no paciente. Por isso, ao sinal de qualquer dúvida, é fundamental buscar um centro de saúde de referência, com profissionais especializados. No IDigestivo, clínica de gastroenterologia no Rio de Janeiro, nossos médicos são especializados, treinados para oferecer um diagnóstico preciso e auxiliar com o melhor tratamento. Agende uma consulta!

O que é CPRE?

De uma maneira simples e bem básica, a CPRE — ou a Colangiopancreatografia Endoscópica Retrógrada — é uma técnica que visa o diagnóstico de doenças que afetam o pâncreas, os ductos de drenagem do fígado ou o sistema biliar dos pacientes.

Entre os problemas mais investigados estão: obstrução biliar secundária à presença de cálculos, pancreatite crônica ou aguda, fístulas biliares, estenoses benignas e malignas do ducto biliar e litíase sintomática.

Uma identificação precoce de problemas nessa parte do corpo pode representar a cura ou melhora significativa do quadro do paciente.

Mas como esse exame é realizado?

O primeiro passo para a realização desse exame é a sedação local ou anestesia geral do paciente que passará pelo procedimento. Só depois dessa etapa é que a CPRE tem início.

Para o exame, o profissional usa um duodenoscópio, equipamento fabricado especialmente para fins médicos. Ele é inserido no paciente através da boca, passando pela sua garganta, esôfago, estômago e chegando até a segunda parte do duodeno.

Essa técnica permite que o médico veja o interior do paciente e faça o diagnóstico correto da sua doença. A duração média do procedimento é de 1 hora, chegando até os 90 minutos, dependendo da necessidade.

A CPRE deve ser sempre feita por pessoas treinadas, para garantir que o paciente esteja seguro e sem qualquer tipo de risco.

E quais as vantagens desse exame?

Esse tipo de procedimento é muito vantajoso aos pacientes, e entre os principais benefícios da colangiopancreatografia endoscópica retrógrada, podemos listar e destacar:

Detecção de inúmeras doenças: esse exame permite que muitos problemas sejam diagnosticados. Diferentemente de outros procedimentos mais específicos, sua análise é mais ampla, o que é ótimo para os pacientes.

Técnica complexa e eficiente: normalmente, quem realiza a CPRE já passou por outros exames e, por esse motivo, a técnica é considerada mais completa e complexa, sendo mais eficiente do que a endoscopia, por exemplo.

Quais procedimentos o paciente deve realizar para esse exame?

A realização desse exame requer alguns cuidados por parte do paciente. Normalmente, os médicos pedem outros procedimentos antes da realização da CPRE, como uma análise laboratorial, um eletrocardiograma e uma radiografia do tórax.

Também é importante que o paciente informe ao seu médico os medicamentos dos quais faz uso atualmente, principalmente se alguma droga for anticoagulante ou antiagregantes plaquetares. Em alguns casos, esses remédios devem ser suspensos temporariamente ou até substituídos por outras opções com efeito similar.

Dependendo do histórico do paciente, é possível que o médico ainda solicite um pequeno período de internação após a realização do exame, somente para controlar algum possível efeito adverso.

Outro ponto importante é que a pessoa que passará pela CPRE precisa fazer jejum antes do exame. Ela deverá ficar de 6 a 8 horas sem ingerir alimentos, permitindo que sua cavidade gástrica não tenha resíduos ou líquidos no momento do procedimento.

Vale ressaltar que, assim como qualquer ação médica, esse exame também pode trazer riscos de complicação, mas, nesse caso, eles são inferiores a 1%, o que torna o procedimento muito seguro.

Qual clínica realiza o procedimento?

Um dos locais que faz a CPRE é o Instituto Digestivo, clínica de gastroenterologia no Rio de Janeiro. A clínica conta com um quadro médico preparado para realizar esse e muitos outros exames diagnósticos importantes.

O paciente pode agendar uma consulta diretamente pelo site do Instituto ou pelo telefone. O ID iniciou suas atividades em 1981, no Rio de Janeiro. São anos de experiência e dedicação, sempre prezando pela saúde e total segurança de todos os seus pacientes. Entre em contato e saiba mais!